Agenda

Concertos
Galeria Zé dos Bois
R. da Barroca, 59 . 1200-049 Lisboa

piglet & Maripool ao vivo

Concerto a decorrer no próximo dia 24 de novembro, na Galeria ZDB.

Charlie Loane, produtor e songwriter irlandês atualmente sediado no sul de Londres, começou a dar cartas enquanto membro dos Great Dad, aventuroso projeto de eletrónica DIY pós-moderno onde gritava ou murmurava mais ou menos sarcasticamente acerca da paranóia política, da sociedade de consumo e do normativismo de género, tudo isto sobre estranhas colagens e sobreposições de backing tracks MIDI, saxofones e flautas. Entretanto, os Great Dad acabaram em 2021 e Charlie criou o seu projeto a solo, piglet, que não sendo estratosfericamente distante do que fizera antes — principalmente no que toca à baixa fidelidade, ao experimentalismo sónico e ao conteúdo lírico reivindicativo dos direitos das comunidades trans — ainda assim aponta num sentido mais intimista, caloroso e próximo daqueles que o rodeiam quotidianamente. Será ainda importante dar destaque à sua participação na NTS Work In Progress em 2021, programa de mentoria e apoio à criação artística da célebre rádio londrina NTS, à sua colaboração com a banda inglesa de indie rock Porridge Radio e à entrada de piglet na editora londrina Blue Flowers Music, relação que já resultou no lançamento do single «it isn’t fair» no passado julho. AR

Estávamos em 2013 e Natacha Simões tinha 18 anos. Foi aí que se mudou de Lisboa para Londres, safou um trabalho na Whole Foods e, quando recebeu o seu primeiro salário, comprou de imediato uma guitarra, ao que se seguiram longos serões de autodidatismo a sacar os seus riffs favoritos da jangle-pop, midwest emo e shoegaze dos ‘90s. Depois, usando um quatro pistas de cassetes, aventurou-se nas suas primeiras composições originais; montou uma bateria no quarto e aprendeu a tocar baixo; realizou os seus próprios videoclipes e desenhou os cartazes e as capas dos seus discos, alcançando, por fim, a autosuficiência e independência que caracterizam toda a onda DIY e bedroom pop com que desde cedo se identificou. No entanto, a almofada não traz apenas sonhos bons, e eis que nasce o alter-ego Maripool: o site Records I Like, para descrever o som do seu single «Soflty» (Practise Music, julho 2022) — cujo videoclip inclui Natacha a ser perseguida por um bobo da corte maléfico — refere o hipotético género nightmare pop; no mesmo sentido, o site Beats Per Music fala de um ambiente sombrio e ameaçador no seu single «Blindness» (Strong Island Recordings, fevereiro 2021). No Aquário, Maripool contará com banda para executar a totalidade da instrumentação das suas canções. AR

>> Bilhetes